Diretórios e arquivos Linux CentOS

O CentOS, abreviação de Community ENTerprise Operating System, é uma distribuição Linux de classe corporativa derivada de códigos fonte gratuitamente distribuídos pela Red Hat Enterprise Linux e mantida pelo CentOS Project. A numeração das versões é baseada na numeração do Red Hat Enterprise Linux.
A diferença básica entre um e outro é o fornecimento de suporte pago na aquisição de um Red Hat Enterprise Linux. Em termos de funcionalidade, podem ser considerados sistemas clones. Atualmente estamos na versão 7.

Estrutura de diretórios
DIRETÓRIOS

“/” – Como todo sistema Linux padrão tudo começa no diretório raiz (“/”). Dentro dele estão todos os diretórios do sistema. Somente o usuário “root” pode manipular esse diretório.

/bin – Contém os binários executáveis do sistema que são usados com freqüência pelos usuários.

/boot – Contém os arquivos necessários para a inicialização do sistema, o processo de boot do Linux.

/dev – Como tudo no Linux é representado por um arquivo, esse diretório contém todos os arquivos usados para acessar dispositivos os (periféricos) existentes no computador.

/etc – Arquivos de configuração do sistema e da grande maioria dos softwares.

/home – Ficam os arquivos pessoais de cada usuário no sistema.

/lib – Bibliotecas compartilhadas pelos programas do sistema, presentes em “/bin” e “/sbin” e módulos do kernel.

/media – Ponto de montagem de dispositivos diversos do sistema.

/mnt – Ponto de montagem temporário.

/opt – Aplicativos adicionais, não essenciais para o sistema.

/proc – Sistema de arquivos do kernel. Este diretório não existe em seu disco rígido, ele é colocado lá pelo kernel e usado por diversos programas que fazem sua leitura, verificam configurações do sistema ou modificar o funcionamento de dispositivos do sistema através da alteração em seus arquivos.

/root – Diretório do usuário root.

/sbin – Diretório de programas usados pelo root para administração e controle do funcionamento do sistema.

/srv – Dados de servidores e serviços em execução.

/tmp – Armazenamento de arquivos temporários criados por programas.

/usr – Contém a maior parte dos softwares.

/var – Contém a maior parte dos arquivos que são gravados com freqüência pelos programas do sistema, e-mails, spool de impressora, cache, etc.

ARQUIVOS

Vamos dar uma olhada em alguns dos principais arquivos e suas funcionalidades:

/etc/aliases – São os aliases para contas de correio eletrônico. Faz parte do pacote postfix.

/etc/centos-release – Mostra a versão do sistema operacional.

/etc/crontab – Esse arquivo permite o agendamento da execução de um comando/programa para um determinado dia (daemon *cron*).

/etc/environment – Armazena as variáveis de ambiente que são exportadas para todo o sistema.

/etc/exports – Arquivo que enumera os nomes de hosts (ou endereços IP) de sistemas que devem ter acesso aos sistemas de arquivos de um servidor. Faz parte do pacote NFS.

/etc/filesystems – Sistema de arquivos que o Kernel suporta.

/etc/fstab – Esse arquivo contém todas as informações sobre partições e dispositivos de armazenamento do computador. Ele é lido na inicialização do sistema e diz ao sistema o que montar, onde montar e os parâmetros de montagem.

/etc/hosts – É o arquivo de resolução de nomes local. Simula o DNS.

/etc/inittab – Arquivo responsável pelos runleves do sistema, porém em distribuições novas com systemd ele não é mais utilizado.

/etc/issue – Personaliza a mensagem exibida antes de efetuar login no sistema.

/etc/mtab – Mostra os sistemas de arquivos montados no sistema.

Referências:
https://pt.wikipedia.org/wiki/CentOShttp://www.guiafoca.org/cgs/guia/iniciante/ch-bas.html